quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Essência de uma criança



Quisera, que tudo fosse 

como a essência e a pureza 
de uma criança
Que a maldade não existisse
Que a tristeza de mim partisse
Quisera ver a plenitude
De quando na juventude
Ainda era um faz de conta
E que no fim das contas
Era tudo ingenuidade
Nada de maldade
Só a pureza 
na simples beleza
Que sempre prevalecia.
Ah ! que bons momentos celebramos .
No entanto hoje é só recordação
Que até aperta o peito pertinho do coração.


Antonia Albuquerque

Nenhum comentário:

Postar um comentário